MEDITAÇÕES SOBRE O LIVRO DE 2 REIS

Os que confiam no Senhor serão como o monte Sião, que não se abala

(Salmo 125:1)

(Leia 2 Reis 4: 18-31)

O Senhor deu um filho para a piedosa sunamita. Mas Ele quer fazer algo ainda maior: deseja que ela conheça Seu poder de ressuscitar os mortos. Um novo bebê na família é fonte de alegria para os pais e também para os irmãos e irmãs. Porém, um novo nascimento do mesmo bebê terá um valor maior; o céu inteiro se regozijará com tal evento. Essa passagem da morte para a vida, chamada conversão, é certamente o maior de todos os milagres! Jesus ainda realiza isso em nós hoje!

Pensemos no Salvador na casa de Marta, em Betânia. Ele era recebido com respeito e afeição ali de tempos em tempos, assim como Eliseu na casa da sunamita. Porém era necessário que aquela família O conhecesse por um novo nome: “a ressurreição e a vida” (João 11:25). Jesus não estava lá quando a doença veio sobre eles, e Sua demora pode ter sido interpretada com indiferença. É preciso que a fé seja testada, e assim foi com a sunamita. “Tudo bem”, ela conseguiu dizer apesar de todas as circunstâncias. E para nós que reclamamos de coisas pequenas, não esqueçamos dessas duas palavrinhas que demonstram uma confiança inabalável no Deus a quem servimos: “Tudo bem”!

Notas:

Extraído do devocional BOA SEMENTEpedidos@boasemente.com.br

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!