MEDITAÇÕES SOBRE O LIVRO DE 2 REIS

 

 

Eliseu orou ao Senhor e disse: Fere, peço-te, esta gente de cegueira. E feriu-a de cegueira, conforme a palavra de Eliseu

(2 Reis 6:18)

(Leia 2 Reis 6: 18-33)

Três vezes neste capítulo, em resposta às orações do profeta, olhos são abertos (vv. 17, 20), ou, ao contrário, são cegados (v. 18). Peçamos ao Senhor para abrir nossos olhos a fim de que não percamos a visão, como o servo de Eliseu, do poder que está à nossa disposição. “Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor” (Salmo 121:1-2). Elias foi um profeta apenas de julgamento. Eliseu teve o privilégio de usar uma arma ainda mais eficiente: a graça. Ele demonstrou misericórdia para com seus inimigos e venceu o mal com o bem. Nossos pensamentos se voltam para Jesus. Ele usou habilmente tanto o poder quanto a graça. Após ter feito com uma única palavra cair no chão Seus perseguidores, Ele curou o servo cuja orelha Pedro cortara (João 18:6; Lucas 22:51).

Essa grande festa nos remete à “grande ceia” da graça (Lucas 14:17). Deus convida até Seus inimigos para o banquete.

Infelizmente, o generoso ato de Eliseu não teve resposta! Os sírios sitiaram Samaria e causaram uma fome com pavorosas conseqüências. Porém o Senhor utilizaria esse evento para demonstrar ao mesmo tempo Seu poder e Sua graça.

Notas:

Extraído do devocional BOA SEMENTEpedidos@boasemente.com.br

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!