O FIM DA GUERRA DOS CEM ANOS

 

 

Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens; pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade; porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador

(1 Timóteo 2:1-3)

Ocorrida na Idade Média, a Guerra dos Cem anos nos impressiona por sua duração. Além desta, a História registra outros conflitos centenários. O ódio entre povos é difícil de conter. Os zulus, poderosa tribo da África do Sul, também lutaram por um século (1872-1972). Pouco antes de 1972, o jovem rei dos zulus se converteu ao cristianismo e decidiu romper com este círculo de vergonha e sangue. O processo de paz foi colocado em prática mediante um fato relativamente simples. Certa tarde o rei ficou sabendo que um grupo de homens de sua tribo estava planejando atacar os tembus, uma tribo inimiga. Então foi falar com eles e lhes descreveu de maneira comovente todas as desgraças ocasionadas pelas incessantes hostilidades e lhes proibiu de realizar o ataque. Os tembus souberam disso e enviaram mensageiros ao rei:

- Até agora nunca conhecemos um rei que tivesse escutado a voz da razão e impedido os assassinatos. Honramos esta atitude e nos comprometemos a não mais atacá-los.

Desde então, a paz reinou entre as tribos. O Senhor concedeu sabedoria ao seu servo. Oremos, pois, com perseverança por aqueles que nos governam!

Notas:

Extraído do devocional BOA SEMENTEpedidos@boasemente.com.br

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!